Home Publicações Mobilização Reunião do Fonasefe reafirma novo #OcupaBrasília

Reunião do Fonasefe reafirma novo #OcupaBrasília

E-mail Imprimir PDF

Reunião do Fórum Nacional das Entidades do Serviço Público confirmou calendário de mobilizações com ações em Brasília para impedir retomada do andamento da PEC da Reforma da Previdência. Confira matéria da Agência Fenajufe Notícias:

Fonasefe define estratégias na luta pelo Serviço Público

Atividades se concentram em Brasília a partir da segunda-feira, 20. Nos estados, pressão sobre parlamentares é fundamental. Esplanada dos MInistérios será palco de mais um #OcupaBrasília

Em mais uma reunião para organizar a luta pela preservação dos serviços e servidores públicos, o Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos (Fonasefe) e o Fórum Nacional Permanente das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), definiram estratégias para atuação na próxima semana. As atividades constam do calendário aprovado pelas entidades. 

A Fenajufe esteve representada pelos coordenadores Adriana Faria, Edmilton Gomes e Erlon Sampaio. A mesa ficou com o coordenador Saulo Arcangeli, pela CSP-Conlutas. Nos informes, a Federação relatou as atividades desenvolvidas nas mobilizações do dia 10 nos Estados e a promoção de atos contra a extinção da Justiça do Trabalho.

E mais, na XXI Plenária Nacional da Fenajufe realizada em Campo Grande (MS) de 9 e 12 de novembro, os delegados aprovaram o calendário proposto pelo Fórum, bem como as seguintes diretrizes a partir da análise da Conjuntura: 

- Manter a independência de classe da Fenajufe, sem transigir em princípios e direitos, e sem se render atalhos ou desvios característicos da política conciliação de classes, seguindo a unidade e o enfrentamento para derrotar, de vez, as reformas e derrotar o governo e seus projetos. 

- Seguir a discussão e a mobilização de nossas bases e a unidade com todos os segmentos dos trabalhadores; organizando assembleias por local de trabalho e estimulando os comitês populares contra as reformas e em defesa da Greve Geral. 

- Fomentar e construir uma grande mobilização da classe trabalhadora para interromper esse ciclo de ataques. A unidade que possibilitou a greve geral de 28/4 é condição necessária para um movimento igual ou superior, mais que necessário para fazer frente à dimensão dos ataques em curso. O campo combativo e classista do movimento sindical deve aglutinar forças e se empenhar na construção de grandes lutas, rumo a uma nova greve geral, que una trabalhadores do serviço público com todos os demais setores da classe, contra o desmantelamento do Estado e dos direitos a muito custo, conquistados. 

- Construir uma alternativa para a classe trabalhadora e seguir com a luta para derrubar Temer e todos os corruptos do congresso nacional, exigindo a investigação e punição de todos os corruptos e corruptores. 

- Fora temer e todos os corruptos! 

No Fórum foi ainda deliberado, dentre outras ações, apresentação de denúncia à O.I.T pela violação à Convenção nº 151, ratificada pelo Brasil, por descumprir acordos celebrados com as entidades. As entidades do Fonasefe deverão encaminhar ao e-mail Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. os documentos relativos aos acordos firmados com o governo, para subsidiar denúncia a O.I.T. Que enviem até o dia 25.11.17.

 

Calendário de lutas 

O calendário de lutas aprovado na reunião do Fórum ficou assim distribuído: 

- 20/11 (Segunda Feira) – Audiência Pública na CDH – Senado Federal, as 14:30.  Essa audiência pública vai debater no Senado Federal a defesa dos serviços públicos e o pacote de maldades do governo Temer contra o funcionalismo.

- 21/11 (Terça-Feira)  - Audiência Pública, ás 9h,  organizada pela ANDIFES na câmara dos deputados para discutir a crise das universidades públicas.

- 20 e 21/11(Segunda-feira e terça-feira) : Indicar atividades conjuntas nos aeroportos(estados e  DF).

- 27/11 (Segunda-Feira)  - Audiência Pública com o tema: “Qual serviço publico que queremos?” , no auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados, às 14:00hs. Organização: FONACATE.

- 28/11(Terça-Feira)  - Caravana nacional do funcionalismo a Brasília, com manifestações na esplanada dos ministérios - #OcupaBrasília.

- 29/11 (Quarta-Feira) – Ato público no STF, às 14h, para anunciar ação jurídica contra a MP 805 e a EC 95. 

Obs1 : No Congresso, serão entregues documentos para as lideranças e parlamentares, exigindo o voto contrário aos projetos e medidas que atacam os servidores públicos. 

Obs2 : Orientar que  as entidades se mobilizem na Câmara dos Deputados, agendando com parlamentares nos gabinetes durante o dia 27.11,  e façam placas e faixas com o dizer “Contra o desmonte do serviço público”, dentre outros, para abordar os parlamentares.

Na quarta-feira, 22, às 9 horas, os Coletivos Jurídicos das entidades que compõem o Fonasefe se reúnem na sede do Andes-SN para tratar da ação contra a MP 805 e a EC 95. À tarde, às 14 horas, as entidades do Fórum estão convocadas para nova reunião, também na sede do Andes-SN, para preparação do dia 28 de novembro, quando acontece mais um #OcupaBrasília. 

A Fenajufe orienta aos sindicatos filiados que observem o calendário e participem das atividades, com especial atenção ao #OcupaBrasíloia no dia 28 de novembro. Pressão nos parlamentares em suas bases eleitorais e delegações a Brasília para atuar no Congresso e STF continuam sendo uma atividade permanente e deve ser intensificada.

 

Canal Sintrajufe

Banner